Como Hacker que Tentou Levar Empresa a Falência foi Enganado

0
1579

Você sabia que A SUA EMPRESA PODE QUEBRAR EM APENAS 1 ANO?

Olá, sou Maurício Bento – Especialista em Recuperação de Dados e descobri que…

93% das empresas que perdem seus arquivos por mais de 10 dias, QUEBRAM EM APENAS 1 ANO.

Quando li este números em 2016 no US National Archives & Records  Administration, me preocupei…

E me lembrei de uma situação que vivi dentro da empresa de um cliente.

Toda a trama durou por 24 horas, um caso real de sequestro de dados e início de negociação com criminoso.

E foi bastante tenso, porque no início é tudo novo, e você não imagina que pode acontecer com alguém tão próximo a você, e neste caso aconteceu com um amigo e cliente meu.

Era uma quarta-feira, era 20:30h e tinha recém voltado de uma partida de tênis, e recebo a ligação:

“Bento, acho que fomos hackeados, e estão pedindo resgate! Me ajuda.”

Nesta hora, conferi que seus dados estavam seguros e guiei meu cliente nos próximos passos do seu Plano de Recuperação de Desastres…

Que envolvia seu técnico de informática!

Alguns minutos depois eu tinha recebido o Whatsapp dele que o técnico já estava formatando a máquina.

Ainda a noite, liguei para o técnico, conversamos, e decidimos nos encontrar no outro dia pela manhã no cliente.

Naquela manhã de quinta-feira, eu tinha ido na empresa e foi diferente de tudo que já senti antes…

A energia ruim no início de ficar sem sistema, a empresa sem gerar nota, sem emitir pedido, sem efetivamente ganhar dinheiro, foi dureza ver o empresário e seus colaboradores dando desculpas para clientes e se virando para atender sem sistema no início da manhã.

Logo após consegui falar com o técnico de informática, que me contou alguns detalhes técnicos… instalamos, recuperamos os dados e tudo voltou ao normal.

Mais importante que isso, tivemos a oportunidade de passar por todo o processo de:

  • Identificação da Ameaça: Fomos hackeados…
  • Plano de Ação a ser Tomado: Formatar máquina, recuperar os dados e voltar a trabalhar.

E mesmo com o sistema de volta no ar, tinha apenas uma pessoa que não sabia de nada (que já estávamos trabalhando normalmente)…

O Hacker! Que estava pedindo resgate não sabia disso… (que estávamos de volta com sistema no ar).

Ele pediu resgate em Bitcoin, uma moeda que não é regulamentada por nenhum banco e que já valorizou mais de 3490% de 2015 a 2017.

E foi aí que eu decidi negociar com ele, para ver até isso iria.

Começamos a negociar para ele reduzir o valor inicial de 2 Bitcoins… Na época, cada Bitcoin era em torno de R$ 2.400.

Conseguimos baixar o valor para 1 BTC! (BOA)

Neste tipo de ataque hacker, após pagar o criminoso, ele envia um programa que serve para abrir os arquivos que a gente precisa.

Imagine como se você tivesse um arquivo protegido por senha, e a senha são mais de 2000 letras e números (praticamente impossível para descobrir).

Para confirmar se realmente era possível recuperar nossos arquivos, perguntei a ele em inglês:

– “Qual a garantia que eu sei que vou conseguir abrir meus arquivos novamente?”

Ele me respondeu pedindo para enviar um arquivo (já danificado pelo vírus) que ele iria abrir e enviar de volta.

Fiz o procedimento e ele retornou:

– “Não, esse arquivo é de banco de dados e você precisa dele, me mande outro…”

Ele estava certo…

Era um arquivo importante do sistema… Então, enviei um arquivo do Windows que continha algumas informações do sistema…

E ele retornou o arquivo aberto…

Aparentemente, era possível abrir os arquivos.

Foi quando enviei o último e-mail, OK I Will pay (OK, vou te pagar).

E nada mais…

Já tínhamos voltado a trabalhar fazia tempo.

 

E o que esta experiência incrível me ensinou…

Foi que é preciso ter um Plano, caso tudo dê errado…

E que seus arquivos, seus bancos de dados precisam ter a máxima proteção para preservar o seu negócio.

Para que assim seja possível curtir a vida.

Por isso eu digo, proteja os dados da sua empresa…

E lembre-se destes números!

93% das empresas quebram por ficar 10 dias sem seus dados…

 

E você? Já ficou sem os dados da empresa? Se sim, conte como foi…

Se não, qual medida você adota para proteger seus dados?

Comente abaixo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here